O que você tem nas mãos?

 

Há um tempo atrás escrevi um post sobre a habilidade de Deus usar pessoas improváveis e fazer coisas improváveis para manifestar sua glória, e hoje quero falar sobre objetos improváveis que Ele usou e como isso pode ser aplicado em nossa vida hoje.

Vara, estilingue, pedra, cântaros, machado, azeite, farinha entre outros, foram objetos que Deus usou para que o povo enxergasse a grandeza do Deus que TUDO pode.

Não se tratava da capacidade da pessoa, mas da disposição para ser capacitada. Davi era pastor de ovelhas e não atleta de tiro ao alvo, Moisés também era pastor de ovelhas e não mágico, mas em cada um desses homens e mulheres havia a disposição em cumprir a vontade de Deus e ser útil em suas mãos e Deus honrou isso e confirmava sua aprovação dando vitória nas guerras.

O que você tem em suas mãos? A bíblia diz que pelo menos um dom todos temos. Qual é o seu?

Muitos querem os holofotes, as plataformas, querem o reconhecimento das pessoas, mas esse é o nosso tempo de manifestar a grandiosidade de Deus e ser como Jesus nas coisas simples.

Deus tem nos dado tantas condições para servir ao próximo e manifestar assim o seu amor, Romanos 8:19 diz: “Por isso, a criação aguarda ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus.”

Talvez você saiba costurar, que tal costurar roupas para levar nos asilos, orfanatos, consertar roupas e enviar para os campos de refugiados. Você sabe escrever? Você pode enviar cartas com palavras de ânimo aos que estão presos. Você sabe tocar? Cantar? Pode ir aos hospitais, praças, asilos levar a mensagem de Cristo. Você sabe sorrir? Abraçar? Poderia fazer parte da recepção da sua igreja, esse momento é tão importante. Você sabe cozinhar? Acredito que seria ótimo levar pães caseiros, sopas e bolos para as comunidades mais carentes. Já imaginou como seria lindo se você chegasse na casa de uma mãe com recém-nascido e desse uma maõzinha na limpeza e ordem da casa?

São coisas tão simples, mas é onde a semente do amor estará sendo plantada e no tempo de Deus brotará.

Se disponha e deixa Ele te usar nessa área da sua vida que nem você deu valor e assim manifestar a Glória Dele!

Em amor,

Danúbia

A casa caiu, e agora?

A frase “a casa caiu” é familiar para você? Despertador que não funciona e todos chegando atrasados na escola e trabalho, a comida que queimou no fogão, bebê que chora de dor de ouvido, filhos adolescentes a beira de um colapso, mãe cansada pelo trabalho árduo dividindo-se entre casa, trabalho, filhos, marido, pai esgotado do trânsito, insegurança, problemas no trabalho, dívidas e enfermidades.

Discussões, problemas, e as tais diferenças de compatibilidade. Temperamentos, maneira de expressar, expectativas, ações e reações! Tudo é diferente entre os membros de uma família! E diga-se de passagem, só Deus para fazer dar certo essa combinação maravilhosa, estimulante e desafiadora chamada família. Mas o que faz com que um homem tenha paciência com a mulher controladora? O que faz com que um filho respeite seus pais, ou uma mulher suporte o mau humor do marido, o que faz a casa não cair?

Vivemos em uma sociedade onde os relacionamentos estão cada vez mais baseados nas emoções. Enquanto me sinto bem, feliz e tenho minhas necessidades satisfeitas, está tudo bem, caso contrário, se recorre ao divórcio, filhos vão morar sozinhos, ou simplesmente todos vivem debaixo do mesmo teto, mas sem um relacionamento interpessoal bíblico saudável.

Há uma frase de Jonh Piper que eu gosto muito: é a aliança que sustenta o amor!

Quando um casal assume o compromisso público através do casamento, uma aliança é feita. Quando um bebê nasce, uma aliança é feita. E Deus é o Deus das alianças! Foi assim desde o Éden, passando pelo povo de Israel, por Cristo e terá seu ápice na vinda do Messias.

As dificuldades na família são tão reais e de diferentes proporções, mas o que cola, une, edifica e mantém é o amor sustentado pela aliança, por esse compromisso feito primeiramente com Deus. A vida real é repleta de adversidades, por muitas vezes vamos nos decepcionar com nossos maridos, nos irritar profundamente com nossos filhos e perguntas do tipo: será que estou fazendo o correto? esse casamento vale a pena?… podem passar pela nossa cabeça, mas o que nos mantém no foco é: eu fiz uma aliança, eu tenho um compromisso feito diante de Deus e preciso honrar isso.

Com sabedoria se constrói a casa, e com inteligência se consolida. Provérbios 24:3.Tanto a sabedoria como a inteligência vem do idealizador da família e é só pedir, Ele dá de graça!

Quando vierem as dificuldades, as decepções, a vontade de desistir da sua família, lembre-se Deus fez uma aliança com você e Ele não vai desistir, Ele te ajuda e te sustenta com Sua destra fiel! Peça a Ele sabedoria, inteligência e atue não segundo as emoções, mas baseada nas doces palavras de Deus, cuja essência é o amor.

Com carinho,

Danúbia

Quando Deus fala comigo através dos meus filhos…

Sempre aprendo com meus filhos e na semana passada tive duas preciosas lições que gostaria de compartilhar com vocês.

A primeira aconteceu logo pela manhã, enquanto eu preparava o café da manhã, meu filho de 5 anos me perguntou: Mamãe, Deus ainda fala com a gente igual Ele falou com Samuel, assim: Samuel, Samuel?”. Parei tudo, me sentei com ele e expliquei as mais variadas formas que Deus fala com a gente e ao final ele me disse: Eu quero tanto, tanto ouvir a voz de Jesus no meu ouvido igual eu ouço a voz do papai…

UAU! Tão pequeno e já desejoso de ouvir a voz de Cristo, tão pequeno e com fome e sede de beber da água da Vida.

Em um mundo tão corrido, somos impulsionados a fazer tantas coisas, deixamos de estar aos pés de Cristo ouvindo a sua voz, e quando nos damos conta, já não reconhecemos a voz do Bom pastor. E quanto menos ouvimos, mais nos distanciamos da única fonte de ViDA.

Que nosso desejo por ouvir a Cristo e estar com Ele seja maior que qualquer outra coisa nessa vida.

E a segunda lição foi com minha pequena de 2 anos. Lía fala apenas em português e essa semana fomos fazer uma visita e chegando lá havia uma menina mais ou menos da mesma idade que só fala em espanhol. As duas queriam brincar juntas, mas não conseguiam se entender com o idioma, mas rapidamente elas solucionaram o problema: começaram a se comunicar com gestos! E toda a noite brincaram e desfrutaram daquele momento.

Nas relações interpessoais na família, na igreja, na sociedade em geral é extremamente necessário esse comportamento. Podemos não entender ao outro e vice versa, podemos pensar diferente, mas isso não pode nos impedir de tratar com respeito, amor, e buscar a melhor maneira de desfrutar a vida juntos, mesmo que essa maneira seja estar em silêncio. A vida nem sempre se trata de ter razão. O altruísmo é uma qualidade que falta muito nos últimos tempos, mas Cristo foi assim, e é nosso perfeito exemplo.

Ver a Cristo nas pequenas coisas do dia a dia aumentam a nossa fé. Não deixe passar em branco momentos simples como esses que tive com os meus filhos, Deus sempre quer falar ao nosso coração e acrescentar mais Dele em nós.

A teologia não se aprender apenas em seminário, mas em casa também, com pequenos professores de maneira simples e profunda, assim como Jesus.

Da aluna,

Danúbia

Perdão: fácil falar – difícil viver

Texto Base: Mateus 18: 21-35

C. S. Lewis disse que é mais fácil falar sobre perdão do que perdoar. É fácil falar sobre o perdão até que você tenha alguém para perdoar. É um desafio amar quem nos persegue, quem fala mal de nós ou quem nos fere com suas palavras e atitudes. Alguém disse: “Eu amo a humanidade, o que eu não tolero são as pessoas”.

Deus olhou para o homem no Éden e disse que não era bom que o homem estivesse sozinho. Deus criou o homem para se relacionar, para estar com as pessoas, tanto que quando alguém está na cadeia e comete algo muito grave, é mandado para a solitária como uma forma de castigo.

Acredito que os relacionamentos sejam a principal estratégia de Deus para moldar o caráter do ser humano.

Temos que lidar com diferentes personalidades, criação, humor, contextos familiares, caráter, temperamento, e tudo isso requer muito amor, mas Deus é amor e nós somos seus filhos, portanto, com a ajuda Dele é possível, amém?

1 Coríntios 13.5 : O amor não se comporta indecorosamente; ele não se preocupa com si mesmo, ele não fica irritado, ele não leva em conta o mal recebido ou ainda em outra versão: Não exige que as coisas sejam feitas à sua maneira. Ele não fica irritado ou mantém um registro das ofensas recebidas.

Isso é um fato: nós descepcionamos as pessoas (somos imperfeitos) e as pessoas nos decepcionam. Intencionalmente ou não. Isso acontece porque estamos vivendo em comunidade.

Mas a ideia de Deus não é que vivamos uma vida com problemas nos relacionamentos, cheios de feridas em nossa alma, ferimentos que podem causar problemas físicos também (os psicólogos dizem que uma grande parte dos problemas emocionais está enraizada em relacionamentos errôneos.) A maioria dos suicídios ocorre devido a relacionamentos não saudáveis.

Não podemos impedir que alguém nos insulte ou tenha uma atitude inadequada, mas podemos evitar que isso cresça dentro de nós e gere ressentimento, rancor e amargura. Existe apenas um remédio para curar as feridas causadas nos relacionamentos: PERDÃO.

O texto base diz que Pedro veio a Jesus e lhe perguntou sobre o perdão. Pedro sempre foi exagerado em suas declarações e aqui novamente notamos isso, porque os rabinos ensinaram que deveria se perdoar até 3 vezes, então Pedro cita mais da metade e pergunta a Jesus se devemos perdoar 7 vezes.

Pedro pede uma medida justa para o perdão e Jesus diz a ele: coloque o perdão em prática e esqueça a medida.

A palavra “perdão ou perdoar” vem da palavra grega “APHIEMI” e significa, entre outras coisas, deixar para trás, sair, absolver, cancelar uma dívida.

Nossa dívida era impagável, merecíamos o inferno porque somos maus, mas Cristo pela graça nos perdoou, ele removeu a nossa dívida, não há nenhuma condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus, nós somos livres e porque muitas vezes nos custa tanto fazer o mesmo?

Orgulho, egoísmo, egocentrismo, indiferença, falta de amor são algumas das causas.

O ato de pedir perdão e perdoar é uma decisão, que requer amor, abnegação e sobretudo desejo ardente em agradar a Deus.

Sejam compreensivos uns com os outros e perdoem quem os ofender. Lembrem-se de que o Senhor os perdoou, de modo que vocês também devem perdoar. Acima de tudo, revistam-se do amor que une todos nós em perfeita harmonia. Permitam que a paz de Cristo governe o seu coração, pois, como membros do mesmo corpo, vocês são chamados a viver em paz. E sejam sempre agradecidos. Colossenses 3 13- 15

Não é nada fácil… mas acredito que enfrentar a cruz foi muito mais difícil!

Com carinho…

Danúbia

Só para as ansiosas!

Você se considera uma pessoa ansiosa? Conhece alguém que seja ansioso (a)?.

Muitos consideram a ansiedade como o mal do século. A Revista Isto é, divulgou em fevereiro de 2017 a seguinte informação: “O Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo e o quinto em casos de depressão. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade.”  Esse mal pode afetar todas as faixas etárias, sendo duas vezes mais comum em mulheres.

Como sempre, meu desejo é apenas levar você a uma reflexão e não tenho a pretensão de esgotar o assunto, mas nos últimos tempos precisei encarar a ansiedade de uma forma bem intensa. Temos passado por algumas mudanças em nossa vida ( logo irei compartilhar com vocês) e infelizmente permiti que a ansiedade tomasse conta do meu corpo, alma e espirito e não foi legal.

Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido. Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês. 1 Pedro 5. 6-7

Ele tem cuidado de mim e de você, a bíblia é cheia de versículos que fortalecem essa ideia. São mais de 350 vezes dizendo “não tenham medo, Eu estou com você”. O controle da nossa vida precisa estar nas mãos do Pai que cuida!

O versículo que antecede me chama muita atenção porque creio ser a chave para vencer a ansiedade: humilhar-se debaixo na PODEROSA mão de Deus.

Albert Eisten dizia: Deus não joga dados. Para Deus não existe sorte. Deus não só sabe o que vai passar no futuro, mas também Ele mesmo desenha o que vai acontecer, por isso não há motivo algum para viver preocupados pensando no que será do nosso futuro.

Temos responsabilidades, preocupações cotidianas, compromissos, até ai é normal, chamada de ansiedade positiva, mas quando isso passa a roubar nossas forças, afetar nossas emoções, físico e espiritual, algo está mal, e talvez seja necessário voltar ao princípio de tudo: Humilhar –se diante do Senhor, falar com Ele em oração, respirar fundo e entregar seja qual for a situação porque verdadeiramente Ele tem cuidado de nós!

George Muller também dizia: o começo da ansiedade é o final da fe. E os filhos de Deus são assim, não caminham pelo que veem, mas pelo que creem na certeza de que o melhor segundo a visão de Deus acontecerá!

Em Cristo,

Danúbia

 

O improvável casamento real

 

O casamento mais esperado do ano (pelo menos para a realeza britânica) acaba de acontecer. Um verdadeiro marco no cenário nacional e mundial. Multidões acompanham a história de amor entre um príncipe e uma plebleia.

E dessa vez, a plebeia teve um destaque maior por ser alguém totalmente improvável de ser escolhida para pertencer a uma família real. Ela é mais velha que ele, divorciada, de descendência afroamericana, atriz, pais separados, família caótica, enfim, características que não “condiz” com a Família Real.

Mas o Príncipe a escolheu!

Me identifiquei profundamente com essa história, porque é exatamente assim que nosso Príncipe da Paz faz! “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;”1 Coríntios 1:27

Cristo escolhe pessoas e faz coisas improváveis, foi assim desde sempre: Uma virgem para ser mãe? Um estábulo para ser a maternidade? O rei entrando em Jerusalém em cima de um jumentinho? Cinco pães e dois peixes para alimentar multidão? Cuspir no barro? Escrever na terra? Andar sobre a água? Pescador de peixes iletrados para serem discípulos? Saulo, perseguidor dos cristãos para ser um apóstolo?

Eu, para ser filha do Rei? Improvável!

E isso me fascina! Porque não se trata de nós, mas Dele, não é pelo o que nós fazemos, mas pelo que Ele fez na cruz. Não foi nós quem O escolhemos, Ele nos escolheu. Ele nos amou primeiro.

Ele te escolheu para ser príncipe ou princesa mesmo você não sendo perfeito (a)! Isso não é incrível?

O nosso passado? Ele perdoou, limpou e agora nos deu uma nova chance! O que faremos em resposta a tamanho amor e graça?

Meghan Markle recebeu o título a Duquesa de Sussex – o passado ficou para trás, novas regras, uma nova postura, comportamento, até mesmo na maneira de vestir.

Eu e você recebemos o título de filhos de Deus, e nesse reinado há várias posturas a serem tomadas, e não para manter o amor do Príncipe, mas para demostrar de onde somos e quem reina sobre nós.

Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem[c], que se corrompe por desejos enganosos, 23 a serem renovados no modo de pensar e 24 a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade. Efésios 4 22-24

O casamento mais esperado da vida está prestes a acontecer. A noiva está sendo adornada, O príncipe está chegando para busca-La e juntos viverão não até que a morte os separem, mas…eternamente felizes.

Viva como Noiva, esperando pelo amado noivo, porque Ele vem, sem demora vem.

Com carinho

Danúbia

O que aprendi com o Filme: Os Vingadores- Guerra Infinita

Meu marido e eu separamos uma noite apenas para nós dois (se faz tempo que você não sai sem filhos, faça isso, é um investimento na vida do casal) e fomos ao cinema assistir a saga “Os Vingadores – Guerra Infinita”. Obviamente não irei contar todo o filme (rsrs), mas algumas coisas que chamaram a atenção e quero compartilhar duas delas com vocês.

São vários super-heróis, homens e mulheres com características e poderes diferentes. Há problemas entre alguns, uns não se falam com os outros, alguns não “vão com a cara” do outro, outros não querem mais fazer parte do grupo, amores mal resolvidos, enfim, um grupo de diferentes pessoas com diferentes poderes e problemas nos relacionamentos.

Isso te lembra alguma coisa? Trabalho? Escola? Família? Igreja?

O que me chamou a atenção no filme é que eles tinham um problemão, um inimigo bem poderoso, tinham que salvar pessoas e para isso deixaram de lado as diferenças e se uniram em favor de um bem em comum: vencer a guerra.

Motivador diria eu! Nos relacionamentos seja em que âmbito for, há diferentes pessoas, com diferentes dons e talentos, diferentes temperamentos, mas sempre haverá um objetivo a alcançar: manter uma família em pé, alcançar a meta do mês no trabalho, salvar vidas das garras de Satanás, chegar ao céu, enfim, há objetivos e para alcança-los é necessário comunicação, renuncia, perdão, foco, obediência e dar a vida pelo outro, se necessário for, até porque a bíblia já dizia isso, que não há maior amor do que dar a vida pelo seu irmão (João 15:13).

Juntos os vingadores são muito mais fortes! O que você está precisando fazer para vencer sua batalha? Sozinho será difícil.

E a segunda coisa que me chamou atenção foi que em um determinado momento, Thor, o “deus do Trovão”, poderoso para cuidar da terra, está em uma situação muito difícil e ele diz: “Deus de todo os deuses , me ajude”. Uauuuu!! Thor reconhecendo sua limitação e pedindo ajuda à pessoa certa, ao Deus Verdadeiro.

Talvez você tenha saúde, dinheiro, inteligência, influências, cargos, status, estratégias, mas não se esqueça que sua força vem do alto, do Pai das luzes que nunca muda. Seja qual situação for, busque ajude, fale com Ele, reconheça e dependa da Pessoa Certa!

Da sem poderes

Danúbia

A realidade do dia das mães

 

No próximo domingo será celebrado o dia das mães. Essa data teve origem no Brasil em 1932, o então presidente Getúlio Vargas, a pedido das feministas da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, oficializou a data no segundo domingo de maio. A iniciativa fazia parte da estratégia das feministas de valorizar a importância das mulheres na sociedade, animadas com as perspectivas que se abriram a partir da conquista do direito de votar, em fevereiro do mesmo ano. (Fonte: Wikipédia).

As mídias preparam lindas propagandas com muitos coraçõezinhos e bonitas músicas, outdoor, cartazes; há festas nas escolas, as lojas são decoradas, há promoções nos comércios, enfim, existe uma grande movimentação pra celebrar essa data.

É uma data festiva para você?

Talvez como eu, você seja feliz e tenha motivos para celebrar por ter filhos e por ter uma mãe, mas talvez a sua gravidez foi indesejada, talvez você não goste de ser mãe, afinal os filhos mudaram toda a sua vida e atrapalharam seus planos, talvez essa data te faça sofrer porque você deseja ser mãe, mas por alguma razão não pode. Talvez essa data seja dolorosa porque a sua amada mãe já não está mais viva e você não pode dar aquele abraço carinhoso. Pode ser que você tenha uma mãe maravilhosa, presente, amiga, mas pode ser que sua mãe tenha problemas, vícios, e é você quem acaba tendo que cria-la. Pode ser que você converse com sua mãe todos os dias pelo telefone, whatsaap, que você dê uma passadinha na casa dela para dar um oi e tomar aquele cafezinho, mas pode ser que você tenha discutido com ela e não estão se falando. Pode ser que você não tenha a mãe biológica, mas tenha a mãe do coração.

Pode ser que hoje você esteja se sentindo culpada por trabalhar muito e não ter tanto tempo para seus filhos, ou por ter perdido a paciência e dito coisas erradas e se sentir uma péssima mãe. Você pode ter abortado e rejeitado um filho.

São tantas realidades, são tantos sentimentos… então como encarar esse dia?

Crendo que absolutamente todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm8.28), crendo que absolutamente tudo o que Deus faz é bom e perfeito, porque Ele é assim e por tanto, sua mãe sendo boa ou não, estando presente ou não, você tendo filhos ou não, absolutamente tudo está debaixo do controle do nosso Amado PAI e Ele está usando tudo isso para aperfeiçoar o caráter de Cristo em sua vida.

A bíblia diz ainda em Romanos 12.18 “Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens”, e mais em Mateus 18:15 “Se um irmão pecar contra você, fale com ele em particular”. Faça o que for possível, peça perdão a sua mãe ou madrasta, peça perdão aos seus filhos, mas não permita que as adversidades sejam maiores que o amor de Cristo em sua vida.

Se você puder celebrar esse dia, se alegrar, faça-O e glorifique ao Senhor por ser mãe e ter uma mãe, mas se você não puder celebrar… glorifique ao Senhor que te ama e está cuidando de você ainda que você não veja e esse amor não muda, não falha e não te abandona!

Feliz Dia do Criador das mães, dos pais, dos filhos, da vida!

Daquela que tem o privilégio de ter a melhor mãe e os melhores filhos do meu pequeno mundo!

 

Um estilo de vida que dá certo!

Esse ano tomei algumas decisões na minha vida e uma delas tem a ver com meu cuidado físico. Estou me alimentando de forma mais saudável e praticando exercícios. Gente, não tá fácil não! Rsrsrs. Tem dias que não tenho a menor vontade de fazer nada e muita vontade de comer tudo, outros dias (como hoje por exemplo) que meu corpo está todo dolorido, enfim, estou correndo atrás do prejuízo e não é algo muito agradável, mas…… é impressionante como essas mudanças têm me ajudado com a autoestima, disposição, humor, domínio próprio, etc e confesso que os “prós” são bem maiores que os “contras” e não só isso, meu corpo agora pede, quer fazer exercícios, sinto falta. Inacreditável, se tratando da minha pessoa ( minha mãe sabe bem disso 🙂 )

Somos constituídos de corpo, alma e espirito, então não teria muito sentido cuidar somente do meu corpo, por isso, quero compartilhar algo que tem falado ao meu coração nos meus momentos de treino e de devocional, para que nossa alma seja edificada.

A vida cristã não foi, não é e nunca será fácil, simplesmente porque a porta não foi reformada, continua estreita. E se o desejo do nosso coração é viver de maneira digna e agradar ao Senhor como resposta ao que Ele fez na cruz por nós, serão necessários alguns posicionamentos difíceis e eu diria que alguns dolorosos.

1-Passar tempo com Deus (vida de piedade – oração, jejum, leitura da palavra, de bons livros). “Na verdade, eu tenho tanta coisa para fazer hoje, que passarei as três primeiras horas em oração (Martinho Lutero).

Nossa vida com Deus é refletida em nossos relacionamentos pessoais. A graça de Deus é que nos transforma a medida que O conhecemos e nos relacionamos com Ele.

O único que precisamos fazer é nos render aos pés Dele e esse exercício não é tão fácil quanto parece, porque nossa carne não quer isso, a bíblia diz que em nós não há nada de bom, por isso, quando não tiver vontade de orar, ore, separe um tempo para estar a sós com Ele (Lc 5.16), fale com Deus enquanto faz suas atividades diárias, leve seus pensamentos cativos a obediência de Cristo( 2 Co 10.5) e deixe que as águas vivas fluam do seu interior (Jo 7.38).

2-Se alimente da palavra (Mt 4.4) Porque assim como o pão é alimento para a vida do corpo, a palavra de Deus é o alimento da vida do espírito.

3-Exercite sua fé. Creia ainda que absolutamente tudo diga o contrário. Abraão teve esperança contra a esperança e seu nome está lá na galeria da fé. A vida com Cristo é assim, não se trata de ver, mas de crer (Jo 20.29).

4-Cuide dos seus relacionamentos. Converse, se comunique, perdoe, peça ajuda, mas não desista de se relacionar, Deus nos criou para isso também.

Vocês não sabem que, numa corrida, todos competem, mas apenas um ganha o prêmio? Portanto, corram para vencer. O atleta precisa ser disciplinado sob todos os aspectos. Ele se esforça para ganhar um prêmio perecível. Nós, porém, o fazemos para ganhar um prêmio eterno. Por isso não corro sem objetivo nem luto como quem dá golpes no ar. Disciplino meu corpo como um atleta, treinando-o para fazer o que deve, de modo que, depois de ter pregado a outros, eu mesmo não seja desqualificado. 1 Corintios 9. 24-27

Vamos correr para vencer! E que o Cordeiro receba a recompensa através de nós!

Daquela que está malhando corpo, alma e espirito

Danúbia

Ele me curou!

Quero compartilhar um testemunho com vocês. Há algum tempo tenho sofrido algumas dores na articulação coxofemoral das minhas duas pernas, atrapalhando algumas atividades, incluindo o sono. Nesses últimos dias se intensificaram muito, estava com medicação, repouso, gelo e nada de melhorar.

Então, eu clamei ao Senhor e Ele me ouviu! De forma sobrenatural a dor se foi e me sinto muito bem! Estou muito feliz e grata a Ele por sua graça e misericórdia!

Quero te animar a não desistir de orar por seu problema, seja qual for. Ele é poderoso para responder no tempo Dele, do jeito Dele, e da maneira sempre encharcado de amor!

A Ele a glória pra sempre, amém!

Com carinho

Danúbia